O que é coparticipação em planos de saúde?

Com certeza você já ouviu falar nos planos de saúde com coparticipação, mas é comum surgir dúvidas a respeito do assunto, então, neste artigo esclareceremos todas as possíveis incertezas sobre o que é coparticipação. 

A necessidade de ter um plano de saúde é considerado prioridade para muitos brasileiros, mas o valor da mensalidade pode pesar no orçamento familiar.

Simule agora o seu plano de saúde em apenas 1 minuto!

Segundo estudo da CVA Solutions, companhia então, especialista na coleta e análise de dados do mercado, 80% dos usuários buscam por algum tipo de redução nos valores do seu plano de saúde.

Uma das questões levantadas é se seria possível pagar um valor mais acessível na mensalidade sem afetar a qualidade do serviço de saúde.

Visando atender essa demanda, as maiores seguradoras de saúde do país oferecem os planos com coparticipação, com ele o segurado paga um valor menor na mensalidade, em contrapartida ele custeará uma parte dos procedimentos médicos referentes a consultas, exames e internações. Vale destacar que cobertura é a mesma de um plano convencional.

O que é coparticipação e como ela funciona?

Se realmente você não tem um conceito concreto sobre isso, é uma modalidade na qual o custo da mensalidade é ligeiramente mais acessível, em contrapartida, o consumidor custeará uma pequena parte do valor do procedimento médico, seja ela uma consulta, exame ou internação.

Dessa maneira, é importante destacar que a cobertura é a mesma de um plano convencional.

Como é feita a cobrança?

O custo dos procedimentos variam de acordo com cada operadora e ele pode ser cobrado de duas formas, ou um valor fixo, ou um percentual do procedimento realizado, a forma que será cobrada é determinada pelo próprio plano, conforme previsto em seu contrato. 

Para exemplificar, uma simples consulta médica pode custar R$ 20,00 ou 10% do valor previsto na tabela da prestadora, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) apenas define que a operadora fica proibida de cobrar o valor integral do procedimento.

Já quando se trata de internações, a regra é que os valores não podem ser fixados por meio de porcentagens, deve existir assim, um valor fixo em reais. 

Também fica determinado que apenas deve ser cobrada a internação como um todo, independente dos procedimentos ou patologia apresentada.

É importante que o consumidor analise atentamente o contrato do serviço, principalmente quanto aos valores da coparticipação, a operadora, por sua vez, deve documentar de forma clara a tabela que será utilizada como base para o cálculo do valor das consultas e procedimentos em gerais.

Para quem é indicado a coparticipação?

Pelo fato do usuário ter que custear parte dos procedimentos, os planos coparticipativos são indicados para pessoas jovens e saudáveis, consumidores que não possuem histórico nem doenças preexistentes.

Da mesma forma, indivíduos que realizam menos visitas a consultórios médicos se beneficiam bastante dessa modalidade.

Além disso, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou a Resolução Normativa (n° 433) que atualiza algumas regras para os planos de saúde com coparticipação.

Com essa resolução, o consumidor fica mais protegido em relação a diversos aspectos. Um deles é o percentual cobrado pelos procedimentos. 

A partir da implementação dessa norma, passa a ser fixado um percentual máximo a ser cobrado pela operadora para consultas e procedimentos.

Para quem NÃO é indicado a coparticipação?

Os especialistas apontam que o plano de saúde com coparticipação não é indicado para quem tem uma doença preexistente. Bem como, não vale a pena para uma gestante ou quem planeja ter um filho.

Um plano de saúde na modalidade completa pode ser o ideal para aqueles que pretendem fazer plano familiar que inclua crianças pequenas. Isso porque a probabilidade de agendamento de consultas e exames com frequência ao longo do mês é grande.

Geralmente, esse perfil de usuário não faz parte da população idosa. Porque requer maior atenção médica na maioria das vezes. 

Além disso, com o plano completo, você pagará mensalmente o preço acordado no contrato.

Nenhum outro valor a mais para agendar as especialidades desejadas, independentemente do número de procedimentos realizados mensalmente.

Você pode solicitar uma cotação das melhores oportunidades de planos de saúde, com ou sem coparticipação. Nosso simulador automatizado em menos de 1 minuto! É fácil e rápido. Experimente! 

o que é coparticipação

O que achou deste conteúdo? Deixe seu comentário. Seu Feedback é muito importante.

Conteúdo atualizado dia 03/07/2020, por Smith Mathias

Um comentário

  1. Linha Amil Fácil S80 | DWS Corretora

    […] disso, também é possível a contratação do Amil S80 através da modalidade de coparticipação, com ele é possível ter uma economia de até 25% na […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *