Setembro Amarelo, compartilhar essa ideia é salvar vidas!

A iniciativa do setembro amarelo é um desdobramento do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, que acontece no dia 10 de setembro. Ela visa promover e ampliar a discussão e ações sobre o tema. Cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente, tornando esse ato a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os sintomas nem sempre são visíveis, muitas vezes são silenciosos, mas há alguns sinais para os quais podemos prestar atenção.

Sintomas verbais são algo que não recebem muita atenção das pessoas, mas devem ser levado bastante a sério, se a pessoa costuma entoar frequentemente frases negativas como “eu não aguento mais” é necessário ligar um sinal de alerta. Já os sinais comportamentais, como por exemplo, isolamento, desinteresse em fazer o que gosta, alimentação, mudança de sono, agressividade, são práticas que mostram o quanto a pessoa está em risco. Outro comportamento que também é preciso ficar bem atento é nas redes sociais, conteúdos que passam a ser seguidos e até mesmo postados, são possíveis sintomas de depressão ou tendência de suicídio.

Se você desconfiar que alguém próximo está pensando em suicídio, não fique parado, tome atitude, converse, aborde com uma postura acolhedora. É preciso segurar o julgamento e escutar. Escolha um lugar calmo e converse com tempo, dando total atenção à pessoa e ao que ela tem para falar. Ela pode demorar um pouco para se abrir, então seja paciente.

Incentive à procura por ajuda de profissionais de saúde mental, ofereça-se para acompanhá-la a um atendimento, fique em contato diariamente. É através desse amparo, que vidas são resgatadas.

Centro de Valorização da Vida (CVV)

Fundado em São Paulo, em 1962, o CVV é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

O suicídio é um problema que se pode prevenir na grande maioria das vezes e esse é um dos maiores esforços do CVV.

O estudo e a discussão do tema suicídio é uma das formas mais eficientes de se promover a prevenção, pois esta só é possível quando a população, os profissionais da saúde, os jornalistas e governantes têm informações suficientes para conduzir as medidas adequadas e ao seu alcance nessa frente.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação),  pessoalmente (nos 110 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e  e-mail. 
Nestes canais, são realizados mais de 2 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 3.400 voluntários, localizados em 21 estados mais o Distrito Federal.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *