O que é seguro de vida? Quais os benefícios? | DWS Corretora

O que é seguro de vida? Quais os benefícios?

O que é seguro de vida
Quando se trava de vida, sua contratação não é tão comum, isso acontece por que muitas pessoas sequer sabem o que é seguro de vida. Entenda.

É comum contratarmos seguros quando adquirimos bens de alto valor de investimento, como um carro ou casa, fazemos isso para garantir a proteção dos nossos bens, porém, quando se trava de seguro vida, sua contratação não é tão comum, isso acontece por que muitas pessoas sequer sabem o que é seguro de vida.

Afinal, o que é seguro de vida?

Nada mais é do que um contrato firmado com uma seguradora garantindo que, em caso de ausência sua, a proteção financeira de familiares ou dependentes seus.

Pensando nisso, qual o valor da sua vida? Por que não se proteger também contra casualidades que possam lhe atingir, deixando seus entes queridos resguardados?

Veja também: Seguro de vida: quando devemos contratar?

Ok, eu sei o que é seguro de vida, mas quais são os benefícios?

Neste artigo você vai entender por que contratação de um seguro de vida pode ser um excelente investimento, que proporciona inclusive benefícios ainda em vida.

Precisamos apagar aquela ideia bastante ultrapassada que o seguro de vida beneficia apenas em casos de morte.

Se você se preocupa com seu futuro e dos seus familiares, o seguro de vida é essencial pra você, entenda os motivos para contratar um:

Proteção financeira para sua família

A base de um seguro de vida é a proteção familiar que ele oferece, assim você garante que dependentes financeiros fiquem protegidos em caso de óbito.

Esse ponto é fundamental para pessoas que possuem filhos ou qualquer outro dependente financeiro que seria exposto a dificuldades no caso de sua ausência.

Se a proteção financeira das pessoas que ama é uma de suas prioridades, contratar um seguro de vida é a melhor decisão.

Tranquilidade para o segurado

Seguro de vida é a garantia de que seus entes queridos terão apoio financeiro para se recompor em caso de fatalidades, ou até proteger a si mesmo, com indenizações que o acobertem em caso de invalidez ou doenças graves.

São situações que não gostaríamos de considerar, mas que podem acontecer.

Ter ciência de que você fez um investimento que pode minimizar os obstáculos dos que ficam, e possuir consciência da sua proteção, pode deixar sua mente muito mais tranquila, além de oferecer paz de espírito.

Indenização de acordo com sua necessidade

Sendo um empregado é possível que você já possua um seguro de vida contratado pela sua empresa, mas é necessário salientar que esse seguro pode não ser suficiente, pois as coberturas podem ser limitadas e não condizerem com a sua realidade financeira.

O seguro de vida individual pode ser moldado de acordo com a necessidade da sua família, garantindo que os valores serão adequados ao seu padrão.

Benefícios ainda em vida

A ideia de que o seguro de vida cobre apenas óbito está bastante ultrapassada, já existem coberturas adicionais que protegem o segurado ainda em vida.

Cobertura em caso de invalidez é a principal delas, o segurado fica protegido e garante uma renda pra sua família caso ele fique impossibilitado de trabalhar para gerar renda familiar.

Outro benefício é o acobertamento caso o segurado seja diagnosticado com uma doença grave como o câncer.

Vale lembrar que todos os seguros de natureza pessoal são regulados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Reembolso com despesas médico-hospitalares e odontológicas

Também é possível estar acobertado em casos nos quais o segurado sofra um acidente e precise ser hospitalizado, o seguro cobre por exemplo todos os seus gastos médico-hospitalares e odontológicos.

Assistência para funeral no seguro de vida, o que é?

A assistência funerária é outra cobertura bastante importante para prevenir futuras despesas, com essa cobertura a própria seguradora se encarregará de todas as despesas, desde a cerimônia até o sepultamento do corpo.

Dessa forma você deixa uma preocupação a menos pra sua família que já estará bastante fragilizada emocionalmente, evitar que eles tenham que lidar com despesas inesperadas nesse momento tão delicado é vital para saúde mental deles.

Isenção de imposto de renda

Um grande diferencial desse produto é que indenizações provenientes de seguro de vida não são afetadas por cobrança de imposto de renda nem do Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD), cobrando nas transmissões de doações e partilhas de herança.

Portanto, em caso de óbito, seus beneficiários recebem a indenização inteira sem nenhum tipo de desconto.

Indenização para qualquer pessoa de sua indicação

Você pode decidir quem será o amparado pelo benefício, porém, um fator pouco conhecido é que essas pessoas não precisam ter algum vínculo familiar ou serem herdeiras por exemplo, dessa forma você pode proteger alguém muito querido seu que não seria beneficiado por sua futura herança.

Ok, eu sei o que é seguro de vida, quais os benefícios, mas como contratar?

Agora que você sabe exatamente o que é seguro de vida, provavelmente está considerando adquirir um, e naturalmente devem ter surgido dúvidas nesse momento.

Se não sabe qual seguro escolher e qual a cobertura ideal para você, é interessante buscar a ajuda de um especialista na área, facilitando sua decisão.

São inúmeras questões a serem consideradas, veja algumas delas:

Veja também: Seguro de vida: valores e outras dúvidas frequentes

Escolha bem as coberturas

Como você viu neste artigo, atualmente são inúmeras as coberturas existentes num seguro de vida, muitas delas beneficiando o segurado ainda em vida.

A título de exemplo, boas opções são os seguros que incluem diagnóstico de câncer, possibilitando receber um valor para cobrir os gastos médicos com a doença.

Outros bons exemplos são as coberturas por incapacidade temporária, ideal para profissionais autônomos, como também as coberturas para invalidez por acidentes, a dica é personalizar o seguro de vida de acordo com suas necessidades.

Defina bem o valor do seguro

Antes de escolher o seguro de vida, tenha em mente o quanto seus entes queridos irão precisar.

Calcule todas as despesas mensais, como por exemplo mensalidades escolares, planos de saúde, faturas em cartão de crédito, etc.

É importante também adicionar o valor para quitar grandes financiamentos, se existentes.

Uma boa estratégia é calcular os gastos mensais e considerar um valor que cubram essas despesas por um período de dois anos por exemplo, um tempo considerável para que sua família possa se reorganizar diante das dificuldades.

Evite contratar seguros exorbitantes, uma quantia alta parece atraente em um primeiro momento, mas os custos para mantê-la serão bem maiores, portanto não contrate um seguro que seja mais que o “necessário” para manter sua família.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados